Quarto Pilar do Islã - Sawn (jejum)

O Jejum acontece no mês de Ramadan, o nono mês do calendário muçulmano (calendário lunar). Tornou-se obrigatório no ano 624 D.C ( Alcorão 2:183-185).

O muçulmano nesse mês não deve comer, beber qualquer tipo de líquido, fumar e ter relações sexuais do nascer ao pôr do sol.

O muçulmano não jejua para sofrer, porque Deus não quer que ele sofra, ele jejua para dar valor a coisas tão úteis, mas que às vezes passam desapercebidas, como a água por exemplo. É no Ramadan que ele aprende a dar valor a tudo o que ele tem, e ver a dor das pessoas que passam fome. são sacrifícios em nome dessas pessoas, e uma forma de agradecer a Deus por tudo o que possuem.

Alguns muçulmanos, durante o mês do Ramadan, estão isentos de jejuar. São eles: crianças, pessoas doentes, grávidas, mulheres no período menstrual, mulheres que estão amamentando, idosos e pessoas qem viagem. No entanto essas pessoas devem repor o jejum pagando um prato de comida por cada dia não jejuado para um pobre, claro se tiver condições financeiras. Crianças não precisam pagar o prato de comida, elas apenas aprendem como jejuar e olham seus pais, para que quando atinjam a puberdade passem a jejuar. Pobres também não precisam pagar nada e nem fazer o jejum

O jejum um período especial pois os muçulmanos acreditam que as portas do inferno se fecham e as do céu ficam abertas. Um período para orar e com isso somar em realizar boas obras. Há uma teologia e uma jurisprudência bem definida no Islã sobre o Jejum.

No vigésimo sétimo dia do mês de Ramadã ocorre o “lailat Al-qadr” ou “Noite do Poder” onde muçulmanos realizam orações especiais a Deus. Acredita-se que neste dia ocorreu a primeira revelação dada por Deus, por intermédio do arcanjo Gabriel ao profeta Maomé. Muitos acreditam ser uma noite onde Deus pode atuar sobrenaturalmente.



#sawn #jejum #ramadan #ramadã #pilares #quartopilar

Destaque
Artigos Recentes